Tipos de manchas e cuidados especiais

Além dos cuidados gerais que conhecemos existem outros que vão de acordo com o tipo de sujeira, conferindo melhor remoção e manutenção da peça.

Bebidas:

As manchas de vinho branco e champagne normalmente são removidas durante o processo de lavagem normal. Já a mancha de vinho tinto, além da lavagem, requer que a peça fique de molho no alvejante clorado para tecidos brancos ou no alvejante à base de água oxigenada para tecidos coloridos. Caso utilize alvejante oxigenado é importante diluí-lo na água quente (± 60ºC) para mais eficiência.
DETALHE: Sempre que utilizar o alvejante, faça uso também do sabão para obter um melhor resultado. Geralmente, o álcool sai com facilidade da maioria dos tecidos. A seda é uma exceção, pois poderá destruir os corantes desse tecido, que acaba saindo na lavagem, junto
com a mancha, deixando a roupa desbotada. ATENÇÃO: Nunca lave a seda na máquina de lavar. Isso danifica o tecido. Lave-a manualmente com sabão neutro (sabão para roupas delicadas ou de bebê). Para manchas causadas por sucos e refrigerantes, o processo de lavagem é o mesmo.

Gordura:

As gorduras quentes são as mais difíceis de serem removidas. Para isso, é necessário preparar uma solução com pequena quantidade de detergente de cozinha (65%) e removedor tipo varsol (35%). Aplique essa mistura sobre as manchas de gordura, friccionando com delicadeza. Deixe agir por mais ou menos 5 minutos e depois lave normalmente.

Molho:

Os molhos tendem a sair com facilidade das roupas se lavados com água fria e sabão. Caso note excesso de gordura, utilizar o processo acima.

Frutas:

As grandes vilãs são as frutas que possuem corantes em excesso, como amora, morango, cereja e ameixa. Além de lavar inicialmente com água fria e sabão, há necessidade de utilizar alvejante oxigenado (pó branco) e água quente. Caso realize esse processo em máquina de lavar, programe o aparelho para fazer uma pré-lavagem com água fria, para depois fazer uma lavagem com água quente (± 60ºC), sabão e alvejante (pó).

Fonte: De Casa Limpa